A ferocidade de Miss Sloane

segunda-feira, maio 22, 2017


Esperava-se que Jessica Chastain tivesse sido nomeada a um Óscar pela prestação em Miss Sloane, e não ter sido foi surpreendente para muita gente. Agora percebo porquê. Na minha modesta opinião, ela brilha e faz todo o filme, num papel difícil, de muito controlo e frieza, que merecia pelo menos a nomeação.

Ela interpreta Elizabeth Sloane, uma mulher conhecida pelo seu coração frio (ou ausência de coração de todo) que centra toda a sua vida na sua carreira brilhante de lobista. Ela é formidável na arte de convencer pessoas, sejam massas ou isoladas, a tomar as decisões que mais lhe convém, sejam políticas ou de outra natureza qualquer. Ela influencia, mexe cordelinhos, e tem sempre algo surpreendente na manga para todas as ocasiões.

Tudo muda quando a sua chefia lhe pede ajuda num assunto polémico que envolve o porte de armas. Pela primeira vez, recusa um trabalho por não achar moralmente aceitável, e basicamente compra uma luta gigante com grandes tubarões, que muitos acham que não vai conseguir aguentar.

O modo como ela vai lidar com isto, aliando-se às pessoas que acha correctas e agindo habilmente por trás do pano, é de uma inteligência abismal e também de um sacrifício enorme, e vale bem a pena acompanhar. O fim é a cereja no topo do bolo. Muitas surpresas, que não são assim tão óbvias e, claro, Jessica, e a sua elegância natural e talento, fazem valer a pena.

Também deves gostar disto

0 comentários

Seguir por email

Visitantes

Blogs Portugal