Pessoas estranhas #56 - as mártires

segunda-feira, abril 17, 2017

Ouvido no trabalho:

"_ Que sapatos fantásticos! São novos?
_ Sim! De marca, e foram uma pechincha...
_ São confortáveis?
_ Nadinha! Apertam-me à frente, esmagam-me os dedos, mas são mesmo elegantes!"

Ó filhas. Tenho pena de vós. Tenho pena que achem que andar com dedos esmagados seja condição necessária para serem apreciadas a desempenhar uma função. É que nem as putas. E elas têm de vender a imagem. Vocês trabalham num escritório, têm de trabalhar com os dedinhos e com a cabecinha (vá, as putas também, mas é diferente).

Tenho pena que pessoas como vocês elevem o patamar de beleza e de cuidado estético, que sofram, que sejam mártires por uma causa inexistente, que é a de parecer bem, confortável, linda e cuidada quando estão a morrer por dentro e só pensam em calçar o chinelinho (de marca) quando chegarem a casa.

Tenho pena pelo resto das mulheres que, como eu, têm de passar as piores horas do dia convosco, comparadas até ao mais ínfimo pintelho, e que fiquemos sempre a perder, porque trabalhamos as mesmas horas e parecemos umas vadias, de ténis (onde já se viu?) e com uma camisola qualquer manchada com lixívia porque não há guito para roupa nova, e com as sobrancelhas todas revoltadas não depiladas, e sem o Chanel.

No meio disto tudo, não, não tenho pena nenhuma de vós, merecem os sapatos que calçam, as bolhas, os dedos deformados, as artroses, as dores na coluna por causa dos saltos, o suor na planta dos pés, o chulé, as feridas, as unhas entaladas, porque se decidiram pela aparência e pela perpetuação deste mundo capitalista, de aparências, de convenções, superficial. Nunca bateram o pé na vossa vida, pelo vosso conforto e bem estar, por nada, até porque esse gesto vos deve doer para caraças.

Descalcem-se, sintam o que é meter os pés na lama, na relva, vejam como é bom pisar o chão sem dor, caguem na merda dos sapatos desconfortáveis e vivam!




Também deves gostar disto

2 comentários

  1. Sapatos desconfortáveis, nunca. Maior salto utilizado: 4cm e em bota de salto quadrado. Dores de pés tolham-me o pensamento! ;-)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É isso... Suportar tamanha dor voluntariamente, impensável! Bom dia :)

      Eliminar

Seguir por email

Visitantes

Blogs Portugal